terça-feira, 20 de dezembro de 2016

A melhor máquina de sumos para o seu objectivo!

Qual a máquina de sumos ideal?



Quando chega a hora de escolher uma máquina de sumos, a oferta é grande e por vezes desajuda o facto de nos depararmos com mil e um robots de cozinha, com diferentes potências, capacidades e técnicas de extração. Afinal qual é a máquina ideal?
Muitos são os seguidores e pacientes que me questionam sobre qual o melhor aparelho para prepararem as receitas dos meus livros ("Sumose Águas Detox" e "Sopas, Saladas e Chás Detox") ...  por isso mesmo não podia deixar de tocar neste tema e partilhar as diferenças entre os vários produtos que temos neste momento em Portugal. Distinguem-se pela sua capacidade motora e mecânica, mas também por diferenças nutricionais nos sumos obtidos.
Vejam abaixo...


1. LIQUIDIFICADORA

Ideal para quem pretende perder peso, melhorar trânsito intestinal, baixar valores de colesterol total, controlar açúcar no sangue 
As liquidificadoras tradicionais são aparelhos com valores de venda relativamente acessíveis e a maior parte das pessoas já as têm nas suas cozinhas. Tem a vantagem do preço, facilidade de limpeza e a nível nutricional garantem um maior aporte em fibra solúvel e insolúvel que os restantes aparelhos.
Este tipo de aparelho não separa o suco das frutas e vegetais das suas fibras e por isso o resultado final acaba por ser um batido de frutas mais saciante, permitindo ser utilizado para substituir uma ou mais refeições ligeiras intercalares.
O facto de manter a fibra, pode de ser uma vantagem do ponto de vista de saciedade, libertação e manutenção de níveis de açúcar no sangue, equilíbrio do trânsito intestinal e abaixamento do colesterol sanguíneo. Contudo o facto da existência da fibra acarreta desvantagens, muitas vezes ignorada por muitos, a presença de fitatos.
Os fitatos são elementos antinutrientes presentes nas fibras das frutas e vegetais e que fazem com que parte das vitaminas e minerais não sejam biodisponíveis para absorção por parte do nosso organismo.
Assim sendo se o objectivo é suplementar o corpo em micronutrientes mais do que uma ferramenta para perda de peso e saciedade então se calhar deveria considerar as opções abaixo.
A rápida acção mecânica das lâminas para o corte e obtenção do sumo-batido aumenta a oxidação do mesmo, podendo fomentar a rapidez de perda de antioxidantes e vitaminas mais susceptíveis ao ar. Neste caso a conservação da concentração micronutricional do sumo pode ser comprometida mais facilmente.


2. CENTRIFUGADORA

Ideal para quem pretende uma suplementação específica em micronutrientes e pretende um bom equilíbrio entre preço, velocidade de extração e perdas nutricionais envolvidas

Com este aparelho de centrifugação conseguimos separar o suco das frutas e vegetais, das suas fibras, obtendo um sumo com um valor nutricional mais elevado de fácil digestão. 
O seu resultado final é um suco mais adocicado, que apesar de menos saciante e com um índice glicémico mais elevado (quando comparado ao seu semelhante incluindo fibra), é mais biodisponível em vitaminas e minerais, mas não deve substituir refeições de forma isolada (mesmo as mais ligeiras).
Na sua base é um aparelho de preço intermédio, de rápido processamento, mas apresenta alguma dificuldade em termos de limpeza. O processo lento e minucioso de limpeza acaba por desincentivar a sua utilização regular. 
O facto de ser um aparelho rápido e de fomentar a oxidação do suco obtido faz com que rapidamente oxide, perdendo algum do seu conteúdo micronutricional e antioxidante.


3. PRESSÃO A FRIO

Ideal para quem pretende fazer um detox garantindo toda a riqueza e preservação dos micronutrientes mesmo os mais sensíveis. 
As liquidificadoras por pressão a frio, também chamadas de slow juicers, ainda são relativamente pouco comuns em Portugal. Apesar de já existir uma marca de venda a retalho disponível na maior parte das grandes superfícies (com um custo competitivo face à oferta internacional) a única outra forma de conseguirmos este tipo de aparelho é por encomenda fora do nosso país.
Apresentam um custo mais elevado, contudo talvez sejam os mais interessantes do ponto de vista nutricional e manutenção das propriedades nutricionais do sumo obtido.
De fácil limpeza, extrai o sumo por pressão a frio, de forma lenta, o que preserva a sua integridade antioxidante e enzimática por cerca de 72 horas. Com este aparelho conseguimos abrir as células das frutas e vegetais por esmagamento (pressão) extraindo até 90% dos seus nutrientes, para além disso reduzimos a produção de calor originada pelos motores (devido à sua extração lenta) até 42x, quando comparado com a centrifugadora comum.
Consegue uma extração de 35 a 50% superior de suco, até 42% de vitamina C e até mais 60% de vitamina A, quando comparada com a centrifugadora.


4 comentários: